Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SIMPLESMENTE AVÔ

Pedaços do dia-a-dia

SIMPLESMENTE AVÔ

Pedaços do dia-a-dia

29.12.18

VIDAS EM SOBRESSALTO


simplesmente...

Quase mais um ano ultrapassado.

Com altos e com baixos.

Com serenidade e com sobressaltos.

A vida neste Planeta está a ficar invulgarmente perigosa.

As alterações climáticas são evidentes.

Em parte suportadas pela actividade humana.

Os seres humanos estão invulgarmente nervosos e ansiosos.

A proclamada euforia económica é meramente aparente.

Os chamados direitos humanos são letra morta por toda a parte.

Uma ultraminoria de humanos concentra em si toda a riqueza.

O caos social está prestar a instalar-se.

As armas de destruição maciça aperfeiçoam-se e prosperam.

Estamos a um passo da destruição global.

Até quando?!...

 

 

28.12.18

PANORAMA DE DESOLAÇÃO


simplesmente...

Ainda perco infelizmente algumas horas a ouvir os comentadores.

Mas vou deixar de o fazer.

A explicação é simples.

Todos os comentários são de uma pobreza lamentável.

Vão para os canais das TVs sem procurarem estudar minimamente as matérias.

Por isso, perdem-se e enredam-se em afirmações genéricas, vagas e muitas vezes bem tolas.

Disto não se livra  classe política.

Parece até que os dirigentes partidários se empenharam em contratar e em arregimentar os mais medíocres de todos nós.

Nada me admira que a juventude fuja cada vez mais de toda esta gente.

É, em síntese, um panorama deveras desolador.

 

 

 

26.12.18

CONFIDENCIAS


simplesmente...

Da outra vez, estava alegre e bem disposta.

Brincou com a minha mulher e comigo.

Receitou-me medicinas, encomendou-me análises, agendou um electrocardiograma.

Hoje, depois do Natal, estava constipada e com ares de exausta.

Pingava do nariz.

Viu os resultados das análises e digitou-os no computador.

Ficam lá, para memória futura.

Viu o electrocardiograma.

Diz o que se passou comigo.

Não tenho memória.

Deve ter sido durante o sono, adianto.

Talvez, diz ela.

Recomenda-me que repita tudo nos finais de Março.

E que tenha cuidado com as gorduras.

E que tome os medicamentos.

Vou à farmácia aviar as receitas.

Desta vez, espero tomar as medicinas.

Bem vistas as coisas, até estou grato pelos meus 75 anos.